terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Com que roupa eu vou no verão d'além mar?


Bem, já dei dicas sobre que roupas levar pro
inverno. Vamos atacar agora de verão.

Essa história de “Que roupa ou sapato eu levo pra uma viagem?” tem muito a ver com cada um.
Pra começar, falemos de sapato.
Se, pra você, o sapato de salto é o mais confortável, leve. Se tem que ter um saltinho, leve esse. Se você gosta de tênis, então vai ser tênis. Eu gosto de sandália; esfriou? coloco meias. Tô nem aí em usar sandália com meias.

Aprendi ao longo dos “caminhos por onde andei”, que o que importa é o meu conforto, meu bem estar, mas sei que, pra brasileiro, isso é difícil porque tem o tal de combinar isso com aquilo.
E aí, complica, porque, fora do Brasil, não tem ninguém pra carregar nossa malinha, então aí o bicho pega. Duas malas = duas mãos ocupadas. Vai ser duro! Então, não vá na conversa de que você tem que levar isso ou aquilo. Leve o que mais te dá conforto. Se você é do tipo tudo combinadinho, leve uma cor que combine com tudo, mas o mínimo possível.

Com a roupa é a mesma coisa : Gosta mais de saia ? Ok ! Leve saia mas, em nome do conforto, é bom que ela seja mais compridinha porque, o tal de sobe e desce, vai te deixar pouco à vontade, se for muito curta. Gosta de bermuda ou short ? Também rola mas, lembre-se que, em lugares onde vai entrar, como em muitas igrejas ou mesmo determinados museus, é bom ficar atento porque, às vezes, não rola e aí, tem que cobrir as pernas.

Óculos de sol também é uma boa levar.

Jeans - No máximo dois. Lembre-se que, pra todo lado tem lavanderias; em hotéis, albergues, pousadas e tem também as lavanderias de rua.

Outra coisa importante é que, se é verão brabo, você vai morrer de frio. Onde? Em restaurantes e cinemas, por exemplo e, se for nos EUA, dentro de ônibus, também; no verão chega a fazer 0º. Exagero? Pode ser, mas é quase isso. Ar-condicionado gritando! Assim, tenha sempre um agasalho leve ou um xale. Xale quebra o maior galho, tanto cobre os ombros como serve de saia ou vira pareô.

Sucesso absoluto!

Um chapéu de tecido também vai bem; não deixa esquentar o coco e protege contra qualquer chuvinha fina que possa rolar. Fora o charme que dá !

Dica importante : se for possivel, sempre carregue roupa que não precise ser passada, do tipo lavou-vestiu.

Só gostaria que todos acreditassem que, não precisa colocar cada hora uma roupa diferente; ninguém vai perceber se você tá variando, ainda mais se ficar pulando de cidade em cidade.

Portanto, não leve tudo que você tem no armário porque vai voltar com dor nos ombros de tanto carregar peso e com metade da mala sem ter sido usada.
Vai por mim ! E tem outra coisa : com o tempo você vai aprender que, a cada viagem, a mala fica menor, mais leve e com menos tralha.

Já, na volta, é outra história... Difícil não adquirir coisitas diferentes que a gente vai encontrando pelo caminho.























" O vento sempre favorece o viajante que conhece seu rumo".
Stuart Avery Gold


2 comentários:

Armienne disse...

A menos ropa mejor.

Ieda Dias disse...

Falou tudo...rs
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...