sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Contratada pelas meias que usava
































Eu sempre tive vontade de morar em Londres. Conhecia a cidade passeando, turistando e tinha vontade de viver a experiência de ser moradora, o que é completamente diferente. E foi !

E lá fui eu. Tenho uma grande amiga que morava lá, na época, e fui ficar na casa dela até me ajeitar e ver se queria fazer meu ninho naquele lugar.
Só não pensei em um detalhe muito simples : estava chegando à Inglaterra no princípio do inverno.
E ninguém pode imaginar o que vem a ser um inverno naquela ilha. Quem tem tendências suicidas, deve fugir da Inglaterra no inverno, de Londres, principalmente. Não sei se ainda tá valendo, mas um dos maiores índices de suicídio da Europa é Londres no inverno.
Não tô dizendo isso, esperando espantar o povo de visitar a cidade. Visitar, passar 2, 3, 5 dias é uma coisa. Vai morar!
É o ó do borogodó.

Já ouvi várias vezes pessoas dizendo que, a cidade que nos recebeu primeiro, quando largamos a Pátria Amada Idolatrada, Salve! Salve! é que conta. Não adianta querer ir morar em outro canto, que não vai se adaptar. Pode ser. Me sinto em casa em Paris, totalmente, nunca fiquei tão à vontade morando nos outros lugares que morei. Segundo lugar que fico bem é NY.
Costumo comparar Londres no inverno, com a casa da família Addams. Quem se lembra? Aquela coisa escura, esquisita, com uma nuvem chovendo constantemente em cima dela. Só faltam os morcegos.

Bom, cheguei, agora hora de procurar emprego. Meu inglês que, nunca foi dos melhores, na época era pior ainda, então, a otimista aqui resolveu procurar trabalho onde eu pudesse usar o meu francês. Quem caça, acha!
Fui até a Aliança Francesa e, olhando os anúncios de ofertas de trabalho, dei com um que era pra cuidar de duas meninas - uma com uns 4 anos e outra pequetita de 1 aninho - falando francês. Sopa no mel. Adoro criança, pagavam bem e ainda sem me preocupar com a canseira do inglês.
A família morava em Sloane, bairro chic, de gente cheia da grana.
Era uma moça nascida nos EUA, filha de francesa com inglês. E o marido, adivinhem? Brasileiro, de uma família de banqueiros conhecidos do Brasil, simpáticos os dois e as crianças muito fôfas.
Conversamos, me deu todas as coordenadas, levar e buscar a menorzinha na escola e ficar com a pequena enquanto isso, dar comida, passear, aquelas coisas de criança. Espantei quando ela me disse: "Querendo ir ao jardim, a chave fica pendurada ali" e mostrou qual era.

Quem viu o filme Notting Hill, com a Julia Roberts e o Hugh Grant, sem dúvida se lembra do jardim que eles pulam o murinho pra conhecer e depois termina o filme com os dois já lá, como moradores e frequentadores. Pois então ! Londres é cheia desses jardins e os frequentadores são os moradores do quarteirão. Uma chiqueza só !
Pra mim, não tinha coisa mais engraçada do que pegar a chave pra ir brincar no parquinho do jardim. Melhor que isso, só as praias de Palm Beath, que não consegui ir porque todas tinham portões fechados. Trabalhei lá num lugar vizinho dos Kennedy... (depois eu conto isso e já adianto : nunca vi nenhum deles...rs).

Voltando a Sloane ... um belo dia, conversando com minha patroa, ela me disse: "Sabe o que mais me chamou a atenção em você e que pensei que você seria legal com minhas filhas?" E eu já pensei : "Lá vem coisa". Ela me disse: "Quando você veio tratar o trabalho, tava usando meias com ursinhos e eu pensei - Quem usa meia de ursinhos só pode amar crianças e é ainda uma". Pode uma coisa dessas?

Mas, mesmo assim, não deu pra ficar em Londres. Realmente a cidade e eu não nos demos bem no casamento, continuo com o namoro, ou melhor, "só ficando" aí, não tem problema.
Adoro Londres... nos 15 minutos de verão então, a cidade é maravilhosa... hehehe...

13 comentários:

Susi disse...

Ieda, voce è o maximo!!
Ontem uma amiga veio tomar um cha aqui em casa e tava meio baixo astral( talvez por causa do tempo ,inverno chuvoso,frio mesmo) e eu disse a ela, olha vou te mostrar uma coisa e qdo tiver se sentindo assim toda troncha, passa aqui sem pressa. Dei o seu endereço (blog é obvio).
Ah.., detesto Londres também,nunca consegui ver o sol la.
bjs

Ieda Dias disse...

Brigadim Susi...."a gente fazemos o que podemos"...rss....mas eu prefiro realmente ficar pra cima e rir bastante. Espero que possa ajudar sua amiga a enfrentar o inverno com mais alegria...
bjins

Luiz César disse...

Adorei a foto do "Coupe mal-assombrado" da Corrida Maluca, primeira foto. Era meu carro predileto, pelo qual eu torcia. Meias de ursinho? Ela achou exótico e romântico? Imagina as outras surpresas que ela foi tendo ao longo do longo inverno londrino. Ah! acho que por isso que Paris se esnoba em cima de Londres. Abração.
Luiz César

Ieda Dias disse...

Falou e disse quem conheçe meu visual nadavercomnada...rss.........
bjins meu bem

Regina Rozenbaum disse...

Ieda Amada
Ontem fiquei tentando ler o post e nada...será com o bug da Lina baixou aí??? Ou aqui??? Era só com seu blog! Também tôfora de cidade down...tem gente que ama esse fog londrino, essa chuva incessante...prefiro continuar me derretendo sem ser sorvete rsrs. V.V.V.Viuuuu?
Beijuuss n.c.
Rê/Regis
www.toforatodentro.blogspot.com

JC disse...

Chérie, boa tarde.
Não bastasse a história ser divertida, devido ao atributo para conseguir o emprego, você campeia umas imagens que parecem
ter sido feitas para a montagem do seu artigo.
Sem falar nas dicas preciosas para quem pense em morar nessa cidade.
Uma belezura.
Bjs.

Ieda Dias disse...

Essa coisa tem vida própria Regis...melhor não tentar entender...rsss
bjis

Ieda Dias disse...

O povo trabalha arduamente mon cher JC. Tá achando que birimbau é gaita?......rrrssssss....
bjins

Fê Costta disse...

Estive em Londres apenas uma única vez, durante 7 dias. No período, tive uma experiência inédita: dias claros, limpos e de muito sol!! O fog londrino? Nem sei o que é...

Talvez eu deva voltar lá no inverno! rsrs

Bjos

Anônimo disse...

Melhor guardar essa imagem Fê. Volta não....quanto ao verão vc tem toda razão. Os 15 minutos de sol valem a pena...rssss...
bjins

Anônimo disse...

Lu, ja comprou o ap em BH?
bjins

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

15 minutos de verão é mais que ótimo, mas parece 15 minutos de fama, só que mais divertido.
Morro de curiosidade por conhecer Londres, mas sempre fico com um pé atrás... não sei porque...
beijinho

Ieda Dias disse...

Vá no verão darling e não se arrependerá.
bjins

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...