terça-feira, 30 de novembro de 2010

Horta da Luzia na Viagem de 2.010.



O riso corria frouxo o tempo todo. Viagem já deixa a gente desorientado, cansado, muita informação em pouco tempo, gente falando o tempo todo no ouvido, então a cada hora surgia cada frase mais engraçada do que a outra, cada pergunta de arrepiar os cabelos. E todo mundo sempre atento pra pegar o mico do próximo. E de vez em quando a gente pegava um rindo sozinho, e todos queriam saber o que era. Não dava outra. Ele tava se lembrando de alguma besteira. E tem mais; no grupo tinha a turma que vive fora do Brasil há muitos anos, então, a mistura de língua era inevitável. Só pra começar lá vão alguns dos micos e de frases engraçadas que anotei. Com o tempo vou me lembrar de mais.

Saindo de casa em direção ao aeroporto de NY, já dentro do táxi, Dadá fala na maior tranquilidade do mundo:
- Xô ver se meu passaporte tá válido.

Dadá contando uma passagem da História pra todos nós:
- Porque os cristianos.... ( leia-se critãos )

- Nil falando sobre um artigo que tinha lido em algum lugar, sobre a descendência de uma família:
- Toda a decadência da família....
E não entendia porque a gente não tava entendendo o caso, até que eu me toquei:
- Não seria descendência?

Dadá no Hotel em Eilat, deitou pra relaxar e ligou a TV. Tava passando  um filme com legenda em hebraico. Pra quem não sabe, em 2.009 estivemos juntas também na viagem à Índia:
- Essa língua é mais fácil que o hindu. Vou aprender em um dia. O hindu eu demorei uns dois dias pra pegar.

Eu, lendo o letreiro do Hotel em Eilat:
- Chegamos, olhe ali o el Pierre.
Dodora falava pouco, mas sempre atenta corrigiu no ato.
- Não é el, o Hot tá queimado.

Dadá perguntando pra todos:
- Amanhã vamos pra Jesusalém?

Nil desorientado contando um caso:
- Porque tinha uma ilha no mar....  ( ân??? )

Dadá saindo de um banheiro público no Cairo, brava:
- Este povo devia me pagar pra eu usar este banheiro. Tava imundo, fedido, água no chão pelas canelas e a moça só pedindo dinheiro. E o pior era o cheiro de " creolaine".

A mesma Dadá perguntando pro guia depois  de uma longa explicação dele:
- Igreja do ano IV? Antes ou depois de Cristo?
Juro que o guia olhou pra mim, com a maior cara de interrogação, e só entendeu quando a turma toda caiu na risada.

- Puta que o pariu!!!
Esta era eu, falando o tempo todo pra todos. Me acabava pra ler tudo sobre todos os lugares, fazendo tradução direta do meu Guia, que era em francês, e a negada, não prestava atenção. Depois de  minutos que tinha acabado de falar, sempre alguem perguntava. O que é isso mesmo que a gente tá vendo?

Da próxima vez, a primeira coisa que vou adquirir antes de sair de casa, vai ser um chicote. Me aguardem com a lambada.

E, pra finalizar por hoje, porque já tô dormindo em pé, Dadá pela manhã,  me falou antes de sair pro trabalho:
- Passei uma semana do cão. O fuso horário de 7 horas é phoda. Lá pelas 5 da tarde, tente não sair de perto de uma cama, porque você vai cair sem ver, de tanto sono. Foi tiro e queda. Desmaiei as 5 e tô acordando agora,  às 9 da noite. Vamos ver se durmo de novo. Ou o que vai ser de mim...rs.

2 comentários:

Anônimo disse...

Massa guia tour ! Estamos todos bem na foto, aleluia !A Dadá tb visitou uma igreja cristiana e foi a Jerico ( leia Jericó ).Beijos Patyy

Regina Rozenbaum disse...

Dilícias de xipan, mico, gorila e afins...Chicote, amaaaaada???? Faz seu istilu de jeito nenhum, mas se for só assim prá dá jeito?!rsrs Só não vou fazer parte desse grupo nauuuummmm rsrs é ruim? Como a Paty disse, todos bem na foto e a Sra. cadê? Aqui me lembrei de "alguém": se num guenta, pra que qui inventa???
Dorme meu bem, recupere as forças e energias pra deita mãos nesse teclado!
Beijuuss n.c.

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...