sábado, 15 de outubro de 2011

Tá vivo? Morreu? Quando! 50 anos? Como assim! Ele não tinha 25?



Lendo uma reportagem no jornal fiquei sabendo que Manuel Bandeira morreu em 1.968. Como assim? 1.968? Ele não era contemporâneo de Machado de Assis? Ou teria sido de Mário Quintana? Que por sinal, já morreu? Sei lá.  Como não me lembro! Não sei, fico cafusa, como dizia não me lembro quem. Será que o Brasil tava fervendo tanto com a bendita ditadura em 68, o Quartier Latin queimando em Paris, feministas colocando fogo em sutians, pílula anti-concepcional sendo comprada aos kilos, ou será que essa foi antes, que não me dei conta de uma notícia tão importante!?
É tanta informação e são tantos anos de vida, que de vez em quando eu embaralho tudo.
O que mais me confunde é saber se fulano/a tá vivo ou tá morto.
Levo cada susto!
E sobre idade então! Na minha cabeça só eu envelheço.  Nunca penso em como estará um amigo ou amiga que não vejo há muito tempo. Pra mim ele continua tal e qual como deixei na última vez que nos encontramos.
Hoje vi uma entrevista na tv com Brad Pitt. E não é que ele envelheceu? Nada a ver de não continuar bonito. Tá lindio! Nunca tinha visto ele falando, fora de filme. É simpático, engraçado, gentil, mas já vai fazer 50 anos.Como pode! Ele não tinha uns 25, 30?  Tinha. Do verbo já teve outrora. Não tem mais.
E aqueles que não sei de jeito nenhum se estão vivos ou mortos? Tipo, Gregory Peck. Lembrei dele agora. Acho que já se foi. Será? Charlton Heston. Tá vivo, né? Ou não? Todo ano na entrega do Oscar me assusto com pessoas que pra mim já tavam mortinhas da Silva, aparecerem pra receber premios ou homenagens.
Há pouco tempo trouxe de uma viagem uns agradinhos pra uma filhinha de um primo. Só soube que a filhinha já não tinha mais 5 anos, quando o pai me deu o recado dela:
- Diz pra prima que agradeço muito ela ter se lembrado de mim, mas já vou fazer 15 anos. Escova de dentes com Pato Donald não rola mais.
Olha que mico!
Jura que acontece isso com você também! Jura que já passou por situações como essa! Por favor!
 Não me deixe achar que o alemão tá tomando conta da situação.

6 comentários:

Maga. disse...

hahahahh Claro, Iêda!
Principalmente qdo a gente n vê o povo por muito tempo....Até certa idade, faz uma enorme diferença( + ou -30). Acho que estaciona por algum tempo, em compensação depois dos 50 rodados, a coisa vai modificando de novo.Afinal , meio século, rssssss
Mas tem gente q n envelhece nunca, odeio, rssssss
Mico mesmo é envelhecer a pessoa, tipo perguntar pelo neto qdo na verdade ele era o pai da criança.....já aconteceu....
bjim

Anônimo disse...

rs..a Maga tem toda razão. Já paguei esse mico de confundir mãe com avó. Quase morri.
Beth

Anônimo disse...

Adorei este post. Onde você consegue tanta idéia pra escrever?
beijos
Lúcia Helena

Ieda Dias disse...

Maga, fiz uma brincadeira verdadeira...eu confundo mesmo!E quanto mais velha a pessoa, menos eu sei se continua viva ou não....rs
bjos meu bem

Ieda Dias disse...

Beth, todo mundo já pagou esse mico. E pensar que a mulher é mãe do marido? Esse é um suicídio...rs
bjins

Ieda Dias disse...

Lúcia, em primeiro lugar, muitos anos de vida...hhheeeeeee...e trabalho. O blog pra mim virou um trabalho que adoro fazer.
bjos e some não

VEJA TAMBÉM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...