domingo, 29 de novembro de 2009

Tu sais Ida, moi, moi... j'adooooore profiter de toi!!!

























Em minhas temporadas na França, sendo babá, a gente passava feriados ou verões na Bretagne.

Aquele mar lindo, congelado, que pra entrar ao meio-dia - pra nós brasileiros acostumados com água morninha na maior parte de nossas praias - doía até na alma.

E a areia da praia onde íamos, era aquele tipo grossa e chapada. Nada de fofinha. E tinha muito pedregulho. Muito mesmo! Já vi muita gente entrar no mar de sandálias ou mesmo tênis.
Sério!

Quando a gente voltava pra casa, enquanto andava pela praia ainda ia bem, o pequenino reclamava mas ia andando. À medida que íamos chegando perto da calçada e que as pedras ficavam maiores, aí doía mesmo os pés. E todo dia era a mesma coisa. "Me carrega". Carregava, lógico, junto com cadeirinha, carrinho, sombrinha, sacola e a tralha toda de praia que todo mundo conhece muito bem.

Nesse dia foi muito fôfo e especial, por isso tô contando.
Quando fomos chegando nas pedras, ele já empacou e pediu colo. Eu peguei e disse: "Olha, Pululuti, só até no passeio, chegando lá vai pro chão, entendeu?" Ele nem respondeu, talvez porque soubesse que aquela ladainha não levava a nada e o colinho tava garantido.

Chegando na calçada, fui soltando o braço pra ele descer e só senti as mãozinhas grudadas no meu pescoço. Tentei puxar e nada. Virei pra ele séria e disse: "Assim não dá pititito, assim você tá se aproveitando de mim".

E ele, com a cara mais brasileira do mundo, sorrizinho de banda, falou: " Tu sais Ida, moi, moi j'adore profiter de toi!!!" (Sabe Iêda, eu, eu adooooooooro aproveitar de você.") E riu de gargalhar!

É a velha história, a gente ensina a ficar esperto, sabidinho, estimula a inteligência, alimenta bem, depois não pode reclamar, né não ?
Até hoje, todas as vezes que nos encontramos, dentre tantas histórias que conto e reconto, o pululuti (que vai fazer 21 anos) me pede pra contar essa.
E morre de rir!

8 comentários:

  1. Amada
    Como vc escreveu uma vez prá mim "num guenta prá que qui inventa" rsrsrs Adooooooro crianças.
    Beijuuss n.c

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Imagine agora com 21 aninhos???rrrsssss
    bjins

    ResponderExcluir
  3. Mais bien sur! Com 21 aninhos deve estar mais que no ponto de ser mais "profitable" ainda!!!
    ;-)

    ResponderExcluir
  4. Mangable, mon vieux, tout à fait mangable. Quand je lui dis ça il rigole bien.
    bjins

    ResponderExcluir
  5. Traduções, por favor?!!!! Que falta de graça isso... snif!

    Ou vou começar a mandar comentários e casos pra publicação só em twittês ou linguagem abreviada de SMS. Ainda tenho na manga uma linguagem própria que eu usava pra conversar comigo mesma na infância. Mais exclusiva, impossível!

    ResponderExcluir
  6. Povo desesperado lê e não capta a mensagem...tem tradução darling...viu donti?
    bjins

    ResponderExcluir

Se você não tem conta no google, é só clicar em 'anônimo' para enviar seu comentário.